Home Lucas Favaro

Author: Lucas Favaro

Post
A importância de Mises na economia

A importância de Mises na economia

Muitas pessoas na internet idolatram Mises, principalmente graças à exitosa campanha de doutrinação feita, aqui no Brasil, pelo site Instituto Mises Brasil e suas ramificações. Muitos chegam a idolatrar esse economista a ponto de considerar que absolutamente tudo que acontece no mundo foi explicado por ele. Assim como os marxistas fanáticos idolatram Marx e dizem...

Post
MMT: mentiras, mesmices e trivialidades

MMT: mentiras, mesmices e trivialidades

Se um governo paga os seus gastos emitindo moeda física ou adicionando dígitos em contas bancárias, de uma forma ou de outra isso irá expandir os meios de pagamento. Uma expansão nos meios de pagamento, mantidos constantes a demanda por moeda e o produto, gera inflação (ou aumento da inflação, caso queira), como atesta a...

Post
Motivos pelos quais a Escola Austríaca bomba na internet

Motivos pelos quais a Escola Austríaca bomba na internet

A Escola Austríaca de Economia (EA) é seguida por um contingente enorme na internet. Por que será? Consigo pensar em três motivos: (i) A EA é extremamente organizada na internet. Ela tem um site com milhares de conteúdos, com uma biblioteca que vende as obras mais importantes da EA (havia uma época que até disponibilizavam...

Post
Sobre a importância de um Banco Central autônomo atuando sob regras claras

Sobre a importância de um Banco Central autônomo atuando sob regras claras

O fluxograma abaixo apresenta aquilo que se chama na literatura de inconsistência temporal da autoridade monetária. Ele mostra, basicamente, qual é a vantagem da existência de um Banco Central independente que atua sob regras claras em relação a um Banco Central que age discricionariamente. Tal resultado foi elaborado pela primeira vez por Kydland e Prescott...

Post
Uma justificativa econômica para os direitos de propriedade intelectual

Uma justificativa econômica para os direitos de propriedade intelectual

Fatores de produção rivais são insumos cuja utilização por parte de uma firma impede que outra firma a utilize. São insumos escassos (ex: trabalho). Já fatores de produção não-rivais são insumos cuja utilização por parte de uma firma não impede que outra firma a utilize. São insumos não escassos (ex: ideias). Podemos então construir uma...

Post
Qual a importância dos modelos na ciência? – Uma reflexão de Paul Krugman

Qual a importância dos modelos na ciência? – Uma reflexão de Paul Krugman

Trazemos a tradução de um trecho de um texto do Paul Krugman disponível em seu acervo no site do MIT, em que ele reflete sobre a importância dos modelos. Nesta passagem, ele desenvolve um argumento extremamente didático e compreensível em favor da modelagem na ciência. A passagem está contextualizada dentro do tema principal do texto,...

Post
Entenda o básico sobre crescimento econômico

Entenda o básico sobre crescimento econômico

O que determina o nível de renda de uma nação? Essa questão intriga os economistas desde os tempos de Adam Smith, que inaugurou o campo tentando justamente responder essa pergunta. Aqui, iremos brevemente explicar os conceitos da teoria moderna do crescimento econômico. Pois bem, geralmente a forma padrão de se modelar a função de produção...

Post
Paul Romer contra os “macroeconomistas de água doce”

Paul Romer contra os “macroeconomistas de água doce”

Vou fazer nesse texto um resumo da crítica feita por Paul Romer, ex-economista-chefe do Banco Mundial e Nobel de economia em 2018, a uma das correntes predominantes na macroeconomia atual — a Escola Novo-Clássica; ou a Nova Escola de Chicago; ou, ainda, como alguns preferem chamá-los, os “macroeconomistas de água doce” (em referência ao fato...

Post
A ausência de formalismo na economia significa o caos

A ausência de formalismo na economia significa o caos

O fato de que austríacos e pós-keynesianos chegam a conclusões opostas a partir de críticas ao mainstream praticamente idênticas só mostra como a falta de rigor metodológico permite chegar a qualquer conclusão que se queira. A crítica que ambas as escolas fazem à modelagem matemática na economia é praticamente a mesma: não há como prever...