Home Metodologia

Categoria: Metodologia

Post
A filosofia da economia

A filosofia da economia

Segue a tradução do artigo “The Philosophy of Economics” do site Stanford Encyclopedia ofPhilosophy em sua versão acessada em julho 2021. . “Filosofia da economia” consiste em indagações sobre (a) a escolha racional, (b) a avaliação dos resultados, instituições e processos econômicos, e (c) a ontologia dos fenômenos econômicos e as possibilidades de adquirir conhecimento...

Post
Sobre as “hipóteses irrealistas” na economia

Sobre as “hipóteses irrealistas” na economia

Quem estuda economia, certamente, já ouviu falar da suposta ausência de cientificidade que há dentro desse campo. Ouviu que os modelos são altamente simplificadores e que as hipóteses das quais partem são irrealistas e/ou claramente falsas. Nesse texto, baseando-nos no paper Sugden (2000), visamos responder a algumas dessas críticas. Para adentrarmos nas críticas, devemos fazer...

Post
Por que a análise empírica é importante na ciência econômica?

Por que a análise empírica é importante na ciência econômica?

O desenvolvimento da ciência ocidental é baseado em duas grandes conquistas: a invenção do sistema lógico formal (na geometria euclidiana) pelos filósofos gregos, e a descoberta da possibilidade de encontrar relações causais por experimentos sistemáticos (durante o renascimento). Albert Einstein (1953, apud Judea Pearl, 2009). A visão mais tradicional resume as funções da análise empírica em...

Post
Desmistificando falácias: sobre homo economicus, racionalidade e egoísmo

Desmistificando falácias: sobre homo economicus, racionalidade e egoísmo

Uma das principais falhas de alguns críticos aos conceitos da economia é a falta de rigor na definição daquilo que se critica. Isso ficará claro ao longo desse texto. 1. Sobre o Homo Economicus Bresser, em um artigo sobre metodologia, critica a torto e direito o conceito de homo economicus, mas em nenhum momento define...

Post
A importância de Mises na economia

A importância de Mises na economia

Muitas pessoas na internet idolatram Mises, principalmente graças à exitosa campanha de doutrinação feita, aqui no Brasil, pelo site Instituto Mises Brasil e suas ramificações. Muitos chegam a idolatrar esse economista a ponto de considerar que absolutamente tudo que acontece no mundo foi explicado por ele. Assim como os marxistas fanáticos idolatram Marx e dizem...

Post
O cientista e o apologeta

O cientista e o apologeta

A diferença fundamental entre o cientista e o apologeta está na maneira como cada um encara as evidências. Enquanto o trabalho do cientista é propor hipóteses sobre a realidade que sejam empiricamente consistentes, o trabalho do apologeta é pinçar da realidade elementos que já confirmem sua fé prévia. Basicamente, o cientista parte das evidências disponíveis...

Post
Modelar é preciso

Modelar é preciso

A maior parte das críticas à ortodoxia se deve ao uso de modelos. Bem, mas sem o uso de modelos não há ciência econômica. Vamos pensar em uma hipótese qualquer; sobre, por exemplo, o desenvolvimento americano. Quem diz que as tarifas de proteção contribuíram para o crescimento americano precisa necessariamente modelar crescimento econômico. Sim, porque...

Post
Qual a importância dos modelos na ciência? – Uma reflexão de Paul Krugman

Qual a importância dos modelos na ciência? – Uma reflexão de Paul Krugman

Trazemos a tradução de um trecho de um texto do Paul Krugman disponível em seu acervo no site do MIT, em que ele reflete sobre a importância dos modelos. Nesta passagem, ele desenvolve um argumento extremamente didático e compreensível em favor da modelagem na ciência. A passagem está contextualizada dentro do tema principal do texto,...

Post
As dificuldades nas ciências sociais

As dificuldades nas ciências sociais

A grande dificuldade de se adequar o método científico às ciências sociais deriva do fato de que, neste campo de conhecimento, não é possível isolar facilmente as variáveis. Qualquer fenômeno social está sujeito a milhares – senão milhões – de interações simultâneas, cada uma produzindo seu impacto no resultado final. Deste modo, não é razoável...

Post
A ausência de formalismo na economia significa o caos

A ausência de formalismo na economia significa o caos

O fato de que austríacos e pós-keynesianos chegam a conclusões opostas a partir de críticas ao mainstream praticamente idênticas só mostra como a falta de rigor metodológico permite chegar a qualquer conclusão que se queira. A crítica que ambas as escolas fazem à modelagem matemática na economia é praticamente a mesma: não há como prever...

  • 1
  • 2