Home Política econômica

Categoria: Política econômica

Post
Real e Selic — será que a moeda é fraca por falta de juros?

Real e Selic — será que a moeda é fraca por falta de juros?

Neste artigo, explorarei uma conhecida máxima de agentes de mercado, que afirmam que a taxa de câmbio brasileira depreciou demais nos últimos anos por causa da forte queda da taxa Selic. Vamos analisar a fundo a relação teórica e empírica entre essas duas variáveis. Na teoria, sabemos que as taxas de juros dos títulos públicos...

Post
Efeitos econômicos da abertura comercial

Efeitos econômicos da abertura comercial

Com o advento da crise de 2015-16 e o visível fracasso das políticas econômicas adotadas pelo governo Dilma, surgiu um inevitável debate sobre quais seriam as futuras diretrizes do país, e, com ele, felizmente, discussões sobre a abertura comercial também foram levantadas. Tendo isso em vista (e buscando inserir nesse debate os que estão ávidos...

Post
Fatos relevantes sobre a economia chinesa

Fatos relevantes sobre a economia chinesa

O desempenho da economia chinesa nas últimas décadas, independente da bagagem ideológica daquele que a analisou, é notável — isso é fato. Afinal, basta uma breve comparação da evolução do PIB chinês com o de países semelhantes — como os outros membros do BRICS — para perceber a discrepância. Entretanto, atribuir o bom desempenho da...

Post
Shakespeare, Machado e Luís XVI: por que dar autonomia ao Banco Central?

Shakespeare, Machado e Luís XVI: por que dar autonomia ao Banco Central?

Texto escrito por Rafel Rosa e Lucas Favaro. William Shakespeare (1564-1616), embora, com todo o mérito, tenha sua obra citada por toda parte, bem como o alemão Johann von Goethe, fez críticas econômicas inexplicavelmente ignoradas pelas gerações que se seguiram. Em pesquisa realizada pelo professor Gustavo Franco, com o inestimável auxílio dos estudos do economista...

Post
Multiplicadores fiscais e neutralidade da dívida pública

Multiplicadores fiscais e neutralidade da dívida pública

Neste exercício, que considero uma continuação sobre a discussão promovida no post anterior sobre multiplicadores fiscais no meu blog, exploro a possibilidade de uma política fiscal expansionista que seja fiscalmente neutra. Em poucas palavras, considero qual seria o aumento de gasto público com determinada política específica cujo impulso ao crescimento seja suficiente para aumentar a arrecadação...

Post
Quando o Estado deve intervir na economia?

Quando o Estado deve intervir na economia?

1. Introdução O debate de quando o Estado deve (ou pode) intervir na Economia é tão antigo quanto a própria Economia. É um debate que gera muitas paixões ideológicas por ambos os lados e que deve ser feito com muita cautela, rigor e baseado nas evidências. Pela complexidade da questão, torna-se um dever simplificá-la a...

Post
De onde vem a ideia de um Banco Central independente operando sob o regime de meta de inflação?

De onde vem a ideia de um Banco Central independente operando sob o regime de meta de inflação?

Se você já assistiu algumas palestras do Ciro Gomes, certamente já o viu falando mal do regime de meta de inflação. Segundo o ex-candidato à presidência, não se pode tabelar uma variável macroeconômica desta forma. Na visão de Ciro, o BC teria que perseguir uma “meta de inflação a pleno emprego”, subordinando o cumprimento da meta...

Post
Os subsídios COLOSSAIS do governo brasileiro

Os subsídios COLOSSAIS do governo brasileiro

O Ministério da Fazenda publicou um relatório demonstrando os principais subsídios concedidos pelo governo federal entre 2003 e 2017. Ao todo, a União concedeu R$ 4 trilhões (em valores de 2017) em subsídios implícitos, explícitos e gastos tributários no período de 2003 a 2017. Só em 2017 foram R$ 354,8 bilhões. Entre os principais destaques...

Post
Combater inflação é defender empregos

Combater inflação é defender empregos

Em economia, inflação é o aumento generalizado de preços que se caracteriza geralmente pelo aumento das reservas de moeda e a subsequente queda de poder aquisitivo da população. Os efeitos da inflação alta são perversos, tais como a desordem continuada do ambiente econômico e o baixo crescimento. O Brasil viveu períodos de hiperinflação entre meados...

  • 1
  • 2