Home Gabriel Ferraz

Author: Gabriel Ferraz

Post
O que são os equilíbrios geral e parcial?

O que são os equilíbrios geral e parcial?

Desde a revolução marginalista, no século XIX, que as análises econômicas derivam, fundamentalmente, de equilíbrios gerais ou parciais. (Para saber mais sobre o movimento marginalista, bem como sobre esta crescente importância de elementos matemáticos na economia, recomendo o este texto). O equilíbrio aqui é uma questão meramente matemática. Geralmente, adota-se uma interpretação advinda de Nash...

Post
O Paradoxo de Simpson

O Paradoxo de Simpson

O Prêmio Nobel de 2021 para David Card, Joshua Angrist and Guido Imbens trouxe finalmente para o holofote do grande público e da comunidade científica geral a revolução da credibilidade (Angrist & Pischke, 2010) e, também, a inferência causal (leia mais sobre esses temas aqui e aqui). Durante grande parte da história da estatística, meras...

Post
A Equação de Euler

A Equação de Euler

Um aluno de graduação que decide ir para a pós-graduação depara-se com um contraste muito grande entre a dificuldade e o rigor das disciplinas a que estava acostumado, sendo essa diferença mais gritante provavelmente na matéria de macroeconomia. Venho, por meio deste texto, introduzir um tema muitas vezes esquecido em “macro” de graduação: o tempo....

Post
A equação da troca e seus desdobramentos

A equação da troca e seus desdobramentos

É amplamente difundido que o aumento da base monetária, ou, grosso modo, imprimir dinheiro, gera inflação. Por outro lado, é pouco conhecido o cenário no qual a base monetária cresce em contexto de deflação. Seria o senso comum (mais moeda produz mais inflação) errado? Vamos ver. A lógica por trás da ideia de que expansão...

Post
A ideia mais importante da economia monetária

A ideia mais importante da economia monetária

O presente texto é uma tradução de um trecho do capítulo 3 do livro “The Money Illusion: Market Monetarism, the Great Recession, and the Future of Monetary Policy“ (“A Ilusão do Dinheiro: Monetarismo de Mercado, a Grande Recessão e o Futuro da Política Monetária” em tradução livre, livro ainda sem tradução para PT-BR), do economista...

Post
Correlação não é causalidade. Mas por quê?

Correlação não é causalidade. Mas por quê?

Provavelmente você já deve ter visto a frase “correlação não implica causalidade”. É um mantra que qualquer estudante de estatística, em qualquer nível (ensino médio, graduação ou pós), teve de repetir em algum momento, até ficar cristalizado mesmo que sem um entendimento claro dos dois termos. Então, vamos decompor os termos: Uma correlação mostra o...

Post
A Nova Matriz Econômica e seus efeitos

A Nova Matriz Econômica e seus efeitos

De 15 em 15 anos, o Brasil esquece do que aconteceu nos últimos 15 anos. – Ivan Lessa. Há 14 anos, o mercado imobiliário americano entrou em colapso. No Brasil, em virtude desse evento e de crenças econômicas heterodoxas, foi tomado um conjunto de políticas que receberam o nome de Nova Matriz Econômica (NME), que...

Post
Causalidade nas ciências sociais (Parte 2)

Causalidade nas ciências sociais (Parte 2)

No primeiro texto dessa série, falamos sobre o conceito de causalidade e a sua “gramática”. Neste, iremos falar sobre algumas técnicas existentes na literatura para fazer inferência causal. Dentre as várias técnicas de inferência causal, temos as seguintes: Difference in differences O design de difference-in-differences é uma estratégia de identificação quase experimental, da qual derivam...

Post
Livre comércio é sempre bom? O caso das economias externas de escala

Livre comércio é sempre bom? O caso das economias externas de escala

Recentemente, escrevi um artigo sobre os ganhos do comércio internacional. Enviei a primeira versão a alguns amigos. Retornaram-me com uma crítica provocativa. Fico grato. Afinal, posso, assim, escrever este artigo que compartilho com vocês. A crítica tem o seguinte encaminhamento: Imagine a fábula de a “A incrível máquina de prosperidade”. Depois, que, em vez de...

Post
A incrível máquina de prosperidade

A incrível máquina de prosperidade

As pessoas têm dificuldade em entender de que maneira os agentes econômicos beneficiam-se de um aumento no comércio voluntário entre si, isto é, dos ganhos do comércio. Me parece que ainda permeia no imaginário popular a ideia segundo a qual a sociedade e a economia são um grande jogo de soma zero, ou seja, a...

  • 1
  • 2
  • 4